fbpx

Alho destrói 14 bactérias e combate mais de 20 doenças – mas tem que usar desta forma

O alho é um dos mais poderosos remédios naturais. Ele tem ação antibiótica, anti-inflamatória, antimicrobiana, antiasmática, antioxidante, anticancerígena, entre outras, além de ser protetor cardiovascular.

Ele reduz pressão alta – previne arteriosclerose – auxilia na dissolução de cálculos renais – tem efeito tônico sobre pessoas enfraquecidas – previne gripes e resfriados.

Como também ajuda na expulsão de vermes – combate bronquite – combate diarreia – atua contra hemorroidas e varizes – combate enfermidades dos rins e da bexiga – fortalece a vista,

Combate dor de cabeça enxaqueca – contribui para a perda de peso – combate tumores, herpes e diversos problemas de pele – combate gota e reumatismo.

Trata asma e outros problemas respiratórios – combate tosse, rouquidão e catarro – trata problemas circulatórios, pressão alta e diabetes. Ainda não acabou. Estudos comprovam a sua eficácia em câncer da mama e da próstata.

E pesquisas recentes identificaram que o alho possui ainda diversas propriedades, entre as quais se destacam as antimicrobianas, antineoplásicas, terapêuticas contra doenças cardiovasculares, imunoestimulantes e hipoglicemiante.

EXTERMINADOR DE BACTÉRIAS

Pasteur relatou, em 1858, a atividade antibacteriana do alho, que tem sido confirmada por diversos autores até hoje.

Em laboratório, mediante diluição em série, o extrato fresco de alho mostrou ser capaz de inibir de destruir 14 espécies de bactérias, entre as quais Stafilococcus aureus, Klebsiella peneumoniae e Escherichia coli, que são bactérias potencialmente maléficas à saúde e causadoras de infecções.

Em laboratório, mediante diluição em série, o extrato fresco de alho mostrou ser capaz de inibir de destruir 14 espécies de bactérias, entre as quais Stafilococcus aureus, Klebsiella peneumoniae e Escherichia coli, que são bactérias potencialmente maléficas à saúde e causadoras de infecções.

O efeito anticancerígeno do alho parece estar ligado à estimulação da enzima hepática glutationa S-transferase, envolvida em processos de desintoxicação de muitos carcinógenos.

%d blogueiros gostam disto: